MarcMBarroso: Hoje no encerramento do FEBRACE 2017. Muita energia, juventude, engenharia e ciência. Há… https://t.co/tWAOC4SqBL

maarjorybeatriz: Eu não tenho palavras para explicar essa semana! A usp é demais, a febrace é demais, esses participantes são demais, meu grupo é demaisss

peresgosamente: RT @charIottegirl: GEEENTE Eles estao representando nosso estado lá na FEBRACE da rt e curtam pra ajudar https://t.co/XNTXXMVp4l

  • lsi
  • poli usp
  • usp

BIO167 - Incorporação de farinha à base do Jenipapo (Genipa americana L.) nos alimentos líquidos de crianças portadoras de anemia

Sub-categoria: Biologia Geral

Clique em Curtir até o dia 23 de Março de 2017 para votar em seu projeto favorito para o Prêmio Votação Popular na FEBRACE 2017

Autoria: William Vitor Pinheiro dos Santos Melo, Mayane Maria da Silva Teles

Orientação: Marinalva Pinheiro dos Santos, Nadja Maria Alves de Souza

Instituição: E.E. Nossa Senhora da Conceição

Resumo (Ver pôster)

A fruticultura é uma das atividades agrícolas de maior crescimento no país. Além de gerar renda, apresenta importância significativa no desenvolvimento agroindustrial. O jenipapo (Genipa americana L.) pode ser encontrado de forma subespontânea nas regiões Norte e Nordeste do Brasil e seus frutos são utilizados na produção de diversas aplicações domésticas e industriais, principalmente pelas suas propriedades nutracêuticas. O objetivo deste trabalho é produzir uma farinha à base do fruto maduro do jenipapo para ser utilizada como suplemento alimentício no tratamento de crianças portadoras de anemia. Para a produção da farinha foi preciso a utilização de hipoclorito de sódio e água para higienização da fruta, foram deixadas de molho e conservadas até o dia da produção da farinha; as frutas foram divididas em várias partes, retiradas as sementes e postas para desidratar ao sol (por um período de 30 dias) e na estufa (deixando secar por 30 minutos a uma temperatura de 180ºC, repetindo esse processo mais uma vez para eliminar totalmente a umidade); depois deste processo foram raladas, trituradas e peneiradas, formando assim a farinha do jenipapo; Quando a farinha já estava pronta, foi feito, sob orientação de uma nutricionista local, exames com crianças e utilizado a farinha nos alimentos líquidos das mesmas durante 1 mês (30 dias) útil, após esse período foram feitos novos exames e comparados aos exames anteriores, servindo de base para comprovação ou não da eficácia do produto. Após a produção da farinha foi possível concluir que as duas amostras apresentaram resultados positivos para serem incorporadas nos alimentos líquidos de crianças portadoras de anemia, mostrando uma coloração marrom, textura semelhante à farinha de mandioca, odor com características da fruta do jenipapo e sabor um pouco adocicado. Quanto ao uso, a dissolução do produto desenvolvido apresentou-se melhor quando adicionado a alimentos líquidos, como sucos e vitaminas ficando praticamente invisível.

Palavras-chave: Jenipapo, Anemia, Farinha

  • Blog
  • Twitter
  • Youtube
  • Facebook
  • Flickr