EtecMonteMor: Procurando um curso Online? Gratuito? de qualidade? Se liga na dica! - Internet das coisas - Aprendendo a... https://t.co/VS9AtNgWJV

BelieveIsa: não sei se acredito em destino mas ver um casal se formar na delegação do MS que foi pra FEBRACE me fez pensar se não é real

juestradioto: RT @IFRS_Osorio: Moção de Congratulações da @camaraosorio ressaltou o "excelente resultado obtido pelo grupo" na 15ª @febrace https://t.co/…

  • lsi
  • poli usp
  • usp

SAU090 - Produção de pomada a partir de espécies vegetais, para aceleração da cicatrização das lesões cutâneas contraídas pelos portadores da diabetes

Sub-categoria: Farmácia

Clique em Curtir até o dia 23 de Março de 2017 para votar em seu projeto favorito para o Prêmio Votação Popular na FEBRACE 2017

Autoria: Maria Beatriz Macedo Góes de Barros, Maria Carolyne L. Lima, Wanessa Kelly de Lima

Orientação: Nadja Maria Alves de Souza, Geovane Leite de Carvalho

Instituição: E.E. Profª. Izaura Antônia de Lisboa

Resumo (Ver pôster)

O reino vegetal tem contribuído para espécie humana como fonte de alimento, medicamento e cosmético deste os tempos mais longíquos. Muitos fatores vem colaborando no desenvolvimento de práticas de saúde que incluam plantas medicinais, principalmente econômicos sociais. Assim, diversas plantas vem sendo empregadas na medicina popular devido ao esperado poder curativo e preventivo a elas atribuídos. O objetivo do presente trabalho é produzir uma pomada a partir de espécies vegetais para aceleração da cicatrização das lesões cutâneas contraídas pelos portadores de diabetes. Foi produzida uma tintura com 125g das folhas do joá-de-capote e 500ml de álcool de cereais. O extrato aquoso aquecido foi produzido com as cascas da romã. O teste de Citotoxidade foi realizado utilizando três cebolas (Allium cepa) imersas em três concentrações diferentes de extratos da erva daninha joá-de-capote. A pomada foi produzida utilizando vaselina, a tintura e o extrato aquoso aquecido. Observou-se que a textura da pomada aparentou a textura das adquiridas nas farmácias, com odor característico da planta utilizada mostrando resultado positivo. O pH verificado mostrou resultados satisfatórios. O teste de citotoxidade realizado com o joá-de-capote apresentou resultado favorável, observou-se, após o período de sete dias, que as raízes das três cebolas utilizadas testes cresceram, ficando constatado que não existem quantidades significativas de citotoxinas na planta em estudo, podendo ser utilizada sem maiores riscos. A pomada produzida mostrou-se com resultado favorável aparentando as industrializadas. Observou-se durante os experimentos que a pomada produzida poderá, após os testes, colaborar para acelerar a cicatrização das lesões cutâneas contraídas pelos diabéticos.

Palavras-chave: Joá-de-capote, Lesões cutâneas, Diabetes Mellitus

  • Blog
  • Twitter
  • Youtube
  • Facebook
  • Flickr