FEBRACE
  • lsi
  • poli usp
  • usp

Press releases

2009

  • 10/02/2021
    Instituto 3M abre inscrições para Programa de Formação de Professores
    • Curso gratuito para docentes interessados em ciências tem vagas limitadas - inscrições vão até dia 21 de fevereiro.

      São Paulo, fevereiro de 2021 - O Desafio de Inovação, programa idealizado e promovido pelo Instituto 3M, está com 200 vagas abertas aos professores que lecionam do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, médio e técnico, da região metropolitana de Campinas e de Ribeirão Preto, no Estado de São Paulo, para participarem do Programa de Formação para a Prática das Ciências na Educação Básica. As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 21 de fevereiro. Pensado nos professores que se interessam por ciências e que querem contribuir para uma educação de melhor qualidade, os participantes desta edição do programa terão como desafios atividades presencias previstas para o segundo semestre, na fábrica da 3M localizada em Sumaré, para os professores da macrorregião de Campinas, e na unidade da empresa em Ribeirão Preto, para os professores daquela macrorregião. O programa também conta com atividades à distância. O objetivo é formar professores para a prática das ciências e orientação de projetos investigativos realizados por estudantes. Ao longo do ano os professores participam da formação e, em novembro, apresentam os projetos desenvolvidos com seus alunos na 9ª Mostra de Ciências e Tecnologia Instituto 3M. “O Instituto 3M criou o Desafio de Inovação para contribuir na formação e atuação dos professores nas áreas que envolvem a prática e investigação sobre a ciência. Tivemos uma repercussão positiva nas últimas edições do programa. Almejamos que neste ano, em sua 9ª edição, não seja diferente”, explica Liliane de Moura, supervisora de Projetos Sociais do Instituto 3M. Esta programação conta com 120 horas de atividades e oferece certificado aos participantes.

      Para mais informações sobre o Desafio de Inovação 2020 e conferir o regulamento completo, acesse: https://febrace.org.br/formacao3m/2021/. Os interessados podem se inscrever gratuitamente até dia 21 de fevereiro acessando o formulário de inscrições (clique aqui para acessar).

      Sobre o Instituto 3M

      O Instituto 3M de Inovação Social é uma organização idealizada pela 3M do Brasil e visa contribuir para a transformação social do Brasil promovendo o empreendedorismo de nossas futuras gerações, fundamentado em valores éticos, de cidadania e de sustentabilidade. A missão do Instituto 3M, que completou 13 anos em 2019, é atuar na descoberta de tecnologias sociais e no desenvolvimento de programas próprios e em parcerias com foco na formação de nossas futuras gerações para empreendedorismo. Para mais informações, acesse: www.instituto3m.org.br

      Sobre a 3M

      Na 3M, aplicamos a ciência de forma colaborativa para melhorar vidas diariamente. Com cerca de 96 mil funcionários conectados com clientes em todo o mundo, a 3M atingiu US$ 32 bilhões em vendas globais em 2019. No Brasil, o Grupo 3M conta com cinco fábricas instaladas no Estado de São Paulo, que compõem a 3M do Brasil, além da empresa 3M Manaus, instalada no Amazonas. Em 2019, alcançou faturamento bruto de R$ 4,3 bilhões no País, onde conta com cerca de 3.400 funcionários. Conheça nossas soluções criativas no site www.3M.com.br ou em nosso perfil no Instagram @3MdoBrasil e cadastre-se para receber nossas notícias em http://news.3m.com/pt-br.

      Informações para a imprensa:

      E-mail: 3m@idealhks.com

      Amanda Scarpeti – amanda.scarpeti@idealhks.com | 11 4873-7632 | 11 97985-2108

      Nathália Valentini– nathalia.valentini@idealhks.com | 11 4873-7929 | 11 94928-6524

      Bruna Marconi – bruna.marconi@idealhks.com | 11 4873-7632 | 11 99547-8988

  • 03/02/2021
    SBPC realiza cerimônia de entrega do 2º Prêmio “Carolina Bori Ciência & Mulher” no dia 11 de fevereiro
    • Juliana Estradioto e Nallanda Martins, febraceanas, foram as vencedoras no nível ensino médio.

      O evento virtual será transmitido pelo canal da SBPC no YouTube às 10h30. Nesta edição serão premiadas meninas e jovens cientistas, do Ensino Médio e da Graduação

      A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) realiza no dia 11 de fevereiro a cerimônia virtual de entrega do 2º Prêmio “Carolina Bori Ciência & Mulher”, que nesta edição contempla a categoria Meninas na Ciência. A cerimônia virtual será aberta todos, com transmissão pelo canal da SBPC no YouTube a partir das 10h30.

      O evento celebra o Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência, instituído pela Unesco.

      Nesta edição, a SBPC recebeu indicação de 286 candidatas, oriundas de 18 estados e 70 municípios de todas as regiões do País. Do total de inscritas, 90 eram do Ensino Médio e 195 de Graduação. As candidatas desenvolveram trabalhos científicos nas áreas de Agrárias (17), Biológicas (27), da Saúde (80), Ciências Exatas e da Terra (81), Humanas (23), Ciências Sociais e Aplicadas (20), Engenharias (28) e Linguística, Letras e Artes (10). A comissão julgadora selecionou 16 finalistas e, destas, duas vencedoras e quatro menções honrosas.

      Juliana Davoglio Estradioto, formada no curso técnico em Administração do Instituto Federal do Rio Grande (IFRS), é a campeã no nível de Ensino Médio. E a ganhadora do nível Graduação é Raquel Soares Bandeira, estudante de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

      As quatro estudantes que receberam as menções honrosas são: Ana Carolina Botelho Lucena, aluna do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Pará (UFPA), e Nallanda Victoria dos Santos Martins, estudante do Colégio Estadual Doutor Antonio Garcia Filho, Umbaúba (SE), pelo nível Ensino Médio. E Julia Bondar, estudante de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e Nayara Stefanie Mandarino Silva, graduada em Letras Português e Inglês pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), pelo nível Graduação.

      Participarão também da cerimônia no dia 11 de fevereiro as sete cientistas que formaram a comissão julgadora, que vão falar sobre o processo de escolha das vencedoras e a importância desta iniciativa. São elas: Fernanda Sobral, vice-presidente da SBPC; Helena Nader, premiada na Categoria “Mulheres Cientistas” em 2020 e vice-presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC); Vanderlan da Silva Bolzani, professora titular do IQAr-Unesp, presidente da Academia de Ciências do Estado de SP; Roseli de Deus Lopes, diretora da SBPC e professora do Departamento de Engenharia de Sistemas Eletrônicos da EP-USP; Lucia Mendonça Previato, diretora da Academia Brasileira de Ciências (ABC); Rochele Loguercio, presidente da Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (Abrapec); e Cristina Garcia, diretora científica da L’Oréal Brasil, entidade apoiadora da premiação.

      Criado em 2019, o Prêmio “Carolina Bori Ciência & Mulher” é uma homenagem da SBPC às cientistas brasileiras destacadas e às futuras cientistas brasileiras de notório talento, que leva o nome de sua primeira presidente mulher, Carolina Martuscelli Bori. A SBPC – que já teve três mulheres presidentes e hoje a maioria da diretoria é feminina – criou esta premiação por acreditar que homenagear as cientistas brasileiras e incentivar as meninas a se interessarem por este universo é uma ação marcante de sua trajetória histórica, na qual tantas mulheres foram protagonistas.

      A cerimônia de premiação ocorre anualmente, alternando duas categorias – “Mulheres Cientistas” e “Meninas na Ciência”. Esta segunda edição premia a categoria das jovens cientistas do Ensino Médio e Graduação, cujas pesquisas de iniciação científica demonstraram criatividade, boa aplicação do método científico e potencial de contribuição com a ciência no futuro.

      Matéria reproduzida do Jornal da Ciência - SBPC. Disponível aqui.

  • 29/01/2021
    Lista de projetos finalistas da 19ª edição da FEBRACE é divulgada
    • O Comitê de Seleção divulgou na tarde de hoje, 29 de janeiro de 2021, a lista oficial de projetos finalistas da 19ª edição da FEBRACE. A FEBRACE 2021 será realizada no formato virtual entre os dias 15 e 27 de março, a programação oficial será divulgada nas próximas semanas.

      O Comitê de Seleção considerou diversos fatores na escolha dos finalistas, incluindo: submissões completas e em conformidade com o regulamento da FEBRACE; avaliações e recomendações dos Pré-Avaliadores; distribuição demográfica dos estudantes de ensino básico no Brasil baseado nos dados do Censo Escolar de 2018 (publicado em 2019) e do Censo Escolar de 2019 (publicado em 2020); proporção de projetos submetidos em cada categoria; e para ampliar a abrangência de participação, foi estabelecido um limite de projetos selecionados por escola (tendo como referência a escola em que os estudantes estavam matriculados em 2020), com exceções concedidas caso-a-caso de acordo com a decisão do Comitê de Seleção.

      Durante o evento, os projetos finalistas estarão disponíveis ao público por meio da plataforma FEBRACE Virtual. Os visitantes poderão conhecer os projetos, deixar comentários com mensagens de incentivo e sugestões, e votar em seus projetos preferidos para o Prêmio Febrace Virtual.

      Confira os finalistas por região do Brasil:

      Região Norte - clique aqui.

      Região Sudeste - clique aqui.

      Região Nordeste - clique aqui.

      Região Sul - clique aqui.

      Região Centro Oeste - clique aqui.

  • 29/01/2021
    Programa Jovens Embaixadores 2021
    • Quer causar impacto positivo na sua comunidade? Inscrições para o programa até 7 de março!

      A Embaixada e os Consulados dos EUA no Brasil anunciam o processo seletivo com 33 vagas para o programa Jovens Embaixadores 2021. O programa busca alunos do ensino médio da rede pública brasileira, de 15 a 18 anos, que estão atualmente engajados, por pelo menos seis meses, em iniciativas de empreendedorismo e impacto social e buscam a solução de problemas em suas comunidades. Perfil de liderança, excelência acadêmica e conhecimento da língua inglesa também estão entre os requisitos. As inscrições vão até 7 de março e o intercâmbio nos Estados Unidos está previsto para julho de 2021.

      Para fins do programa Jovens Embaixadores, empreendedorismo social é o conjunto de ações que levam a uma transformação social positiva. O programa busca jovens que pensam fora da caixa para desenvolver uma ideia, um produto ou serviço com o objetivo de beneficiar não somente a si próprio, mas também a sua comunidade. Independentemente de serem ações grandes ou pequenas, ou da área de empreendedorismo (inclusão social, educação, cultura, crédito comunitário, mobilidade urbana, igualdade de gênero e raça, meio ambiente, necessidades especiais, cooperativas em geral, etc.), esses jovens buscam encontrar soluções criativas para problemas em suas comunidades.

      O programa, criado em 2003, é uma iniciativa da Embaixada e dos Consulados dos EUA no Brasil em parceria com o Departamento de Estado dos EUA. Além disso, conta com o apoio institucional das empresas FedEx, IBM e MSD, do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), das Secretarias Estaduais de Educação, da rede de Centros Binacionais Brasil-Estados Unidos, da USBEA, do Grupo +Unidos – fundo de investimento social colaborativo formado por empresas norte-americanas estabelecidas no Brasil e da PLT4Way – iniciativa de Impacto Social no Ensino de Língua Inglesa. Atualmente o Programa Jovens Embaixadores é implementado em todos os países do continente americano e conta, ainda, com um programa inverso para jovens norte-americanos representarem os EUA na América Latina. Desde sua criação, 677 jovens brasileiros já participaram do programa.

      A organização do programa destaca que a realização do intercâmbio presencial nos Estados Unidos depende das condições de saúde, segurança e viagem, e também, da aprovação do Departamento de Estado dos EUA quanto à implementação de um intercâmbio presencial em julho de 2021. Caso isso não seja possível, os selecionados serão convidados para participar de um intercâmbio virtual em formato interativo e inovador.

      Para mais informações sobre o programa, visite: https://jovensembaixadores.org.br e https://www.facebook.com/JovensEmbaixadores.

  • 21/01/2021
    Projeto de extensão da USP inscreve escolas para oficinas de ciências a distância
    • Projeto #CeciliaEmCasa explora conceitos de astronomia, geofísica e meteorologia em experimentos que podem ser feitos em casa; escolas podem se inscrever até o dia 10 de fevereiro.

      O Projeto Cecília do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP, que promove atividades científicas de extensão com temas relacionados à Terra, ao céu e ao Universo, está com inscrições abertas até o dia 10 de fevereiro para a versão a distância de sua programação, o #CeciliaEmCasa. Podem participar estudantes da rede pública do 9º ano do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio e a inscrição das turmas de até 40 alunos deve ser realizada por um professor.

      Cada escola pode se inscrever apenas uma vez e as turmas podem ser multietárias dentro do intervalo de séries indicadas. Neste semestre, serão atendidas 30 turmas de 40 alunos. Se houver mais de 30 escolas inscritas, será realizado sorteio para a distribuição das vagas.

      As oficinas, com duração total de duas semanas, terão início no dia 1º de março e apresentarão desafios e experimentos simples, usando recursos que todos têm em casa, explorando conceitos de astronomia, geofísica e meteorologia. Os grupos serão orientados por jovens cientistas, estudantes do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) e do Instituto de Física (IF) da USP, que enviarão desafios diários para os participantes.

      Na primeira semana, os conteúdos tratam dos temas: Sistema solar, Rosa dos Ventos e o Céu do Brasil, Ciclo de Vida das Estrelas e Exoplanetas, Geomagnetismo e Bússola Caseira, além de Tectônica de Placas e Sismologia. Depois, na segunda semana, os assuntos serão Efeito Estufa, Poluição do Ar e Meio Ambiente; Formação de Nuvens e Previsão do Tempo; Espectroscopia e Grandes Telescópios; Cosmologia; e um debate sobre a importância da ciência.

      Sobre o Projeto Cecília

      O nome do projeto é uma homenagem à astrofísica Cecilia Helena Payne-Gaposchkin, uma cientista pioneira que foi responsável por grandes descobertas sobre a composição das estrelas e do Universo. Em 1925, época em que se acreditava que o Sol possuía uma composição similar à da Terra, ela foi a primeira estudiosa a mostrar que ele era composto primariamente de hidrogênio.

      A pesquisadora é uma inspiração para as mulheres seguirem carreira na área científica pois conseguiu se destacar em meio a uma comunidade científica dominada por homens.

      Período de inscrições: até o dia 10 de fevereiro de 2021.

      Link para inscrição: https://forms.gle/69nthgZPcRa27L7bA

      Mais informações: sites.usp.br/projetocecilia/ceciliaemcasa

      Matéria extraída do Jornal da USP - Acesse aqui - Publicação realizada em 13/01/2021.

  • 16/01/2021
    Febraceanas vencem a 2ª edição do Prêmio “Carolina Bori Ciência & Mulher” da SBPC
    • As jovens pesquisadoras Juliana Estradioto e Nallanda Martins foram as grandes vencedoras no nível de ensino médio da 2ª edição do Prêmio “Carolina Bori Ciência & Mulher” da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Nesta edição, o prêmio é dedicado a categoria “Meninas na Ciência”, reconhecendo pesquisas de iniciação científica que se destacaram pela criatividade, boa aplicação do método científico e potencial de contribuição com a ciência no futuro.

      Juliana venceu o prêmio com sua pesquisa sobre plástico biodegradável a partir da casca do maracujá, aproveitamento de resíduos para biossíntese de celulose bacteriana. Com esta pesquisa, a estudante participou também da 17ª FEBRACE, em 2019, tendo sido premiado com o primeiro lugar na categoria ciências agrárias e selecionada para representar o Brasil na Intel ISEF 2019. Atualmente, Juliana é estudante de engenharia da Northwestern University.

      Nallanda Martins foi premiada com uma menção honrosa, sua pesquisa buscou produzir plásticos biodegradáveis a partir da mandioca, visando sua aplicação na produção de mudas para a agricultura. Nallanda foi finalista da 18ª FEBRACE, em 2020, tendo sido premiada com o "Most Outstanding Exhibit in Computer Science, Engineering, Physics or Chemistry" da Yale Science and Engineering Association.

      Maiores informações sobre o prêmio, acesse aqui.

  • 27/11/2020
    Período de submissão de projetos para a FEBRACE 2021 é prorrogado até 15 de dezembro 2020
    • aça já seu cadastro inicial e envie o relatório de projeto até 15 de dezembro de 2020.

      A Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), movimento nacional de estímulo ao jovem cientista, prorrogou o período de submissão de projetos para a 19ª edição da mostra anual de projetos, maior evento do gênero no país. Os projetos podem ser submetidos até o dia 15 de dezembro de 2020 pelo site www.febrace.org.br/submeter, utilizando o sistema de submissão eletrônica.

      Diante das incertezas em relação ao controle da pandemia, a FEBRACE está preparando sua mostra de projetos em 2021 no formato virtual entre os dias 15 e 27 de março. Os estudantes terão a oportunidade de apresentar seus projetos, diretamente de casa, para professores e pesquisadores, participar de palestras e expor suas ideias ao público por meio da mostra virtual de projetos.

      Podem participar estudantes matriculados no 8º ou 9º ano do ensino fundamental, no ensino médio ou técnico de instituições públicas e privadas de todo o Brasil. Os estudantes devem ter no máximo 20 anos. Os projetos podem ser realizados de modo individual ou em grupos de até 3 pessoas, com a participação obrigatória de um professor orientador. Os projetos submetidos devem enquadrar-se nas áreas das Ciências (Exatas, da Terra, Biológicas, da Saúde, Agrárias, Sociais e Humanas) e Engenharias.

  • 17/11/2020
    Samsung abre votação popular para escolha de vencedores da sétima edição do Prêmio Respostas para o Amanhã
    • Até 18 de novembro, será possível selecionar três projetos vencedores entre os 10 finalistas do programa que desafia alunos e professores da rede pública de ensino

      São Paulo, 12 de novembro de 2020 – Está aberta a votação para definir os vencedores do júri popular da sétima edição do Prêmio Respostas para o Amanhã. Até 18 de novembro, é possível escolher entre os 10 projetos finalistas da iniciativa global da Samsung, que desafia alunos e professores da rede pública de ensino de todo o país a desenvolverem soluções para problemas locais com experimentação científica e/ou tecnológica por meio da abordagem STEM (sigla em inglês para Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática).

      A votação pode ser realizada tanto pelo site quanto pelo aplicativo do Respostas para o Amanhã, disponível para download gratuito na Play Store. O troféu “Projeto Vencedor pelo Júri Popular” será entregue às escolas dos três projetos eleitos pelo público, e cada um dos estudantes envolvidos no projeto ainda receberá um fone de ouvido Samsung Buds+. Além do júri popular, os finalistas também são analisados por uma comissão avaliadora, que definirá os vencedores nacionais.

      Entre os candidatos, chama atenção a presença do Ceará, com quatro representantes (40% dos escolhidos), com destaque para a cidade de Cascavel, que teve os dois primeiros colocados na edição de 2019 do programa e, agora, conta com três finalistas. Pernambuco tem três projetos nesta fase, ressaltando a força do Nordeste nesta edição, que tem ainda um representante do Rio Grande do Norte. São Paulo e Paraná contam com um finalista cada.

      "A votação popular é um ponto alto de uma iniciativa global da Samsung que tem como foco, exatamente, trazer soluções para demandas locais. Os projetos apresentados em 2020 mostram o poder transformador de ideias que trabalham educação e inovação de forma conjunta e comprovam o sucesso de um programa que consolida a visão da companhia na área de cidadania corporativa: ‘Together for Tomorrow! Enabling People’”, afirmou Isabel Costa, Gerente de Cidadania Corporativa da Samsung Brasil.

      “O momento da votação pelo Júri Popular é um estímulo para que as escolas finalistas mobilizem a população local para conhecer os projetos, aumentando as possibilidades de impacto naquele território. Afinal, fomentar essa troca com a comunidade contribui para a valorização da escola e do seu papel na produção de conhecimento e desenvolvimento local sustentável”, avaliou Ana Cecília Chaves Arruda, Coordenadora de Programas e Projetos do CENPEC Educação, organização responsável pela coordenação técnica do Prêmio Respostas para o Amanhã.

      Anúncio dos vencedores

      Os vencedores da sétima edição do Prêmio Respostas para o Amanhã, tanto pelo júri popular quanto pela comissão avaliadora, serão conhecidos em 19 de novembro, em evento que será transmitido ao vivo das 11h às 12h pelos canais da Samsung Brasil e do Prêmio Respostas para o Amanhã no YouTube. Todos os resultados também serão divulgados no site oficial da iniciativa.

      Os 10 projetos finalistas já recebem mentoria online desde setembro, quando foram definidos os 20 semifinalistas, e continuarão com esse apoio contínuo no desenvolvimento da proposta até o anúncio dos vencedores. Em 18 de novembro, está programada uma novidade nesta edição: a Mostra Respostas para o Amanhã, quando as equipes apresentarão seus projetos para a comissão avaliadora.

      Curso STEM online

      O aplicativo do Prêmio Respostas para o Amanhã também disponibiliza o recém-lançado Curso STEM, totalmente online e gratuito. Em seis módulos, com carga horária total de 20 horas e direito a certificação, tem como objetivo auxiliar educadores a estimular alunos constantemente com a mesma eficiência do programa global da Samsung, utilizando uma abordagem atual e inovadora.

      O Curso STEM estimula o desenvolvimento de um ensino e aprendizado de ciências inovador, criativo e investigativo, considerando as demandas cotidianas dos estudantes para estimular neles o protagonismo na busca por conhecimentos. Assim, os módulos tratam de ensino de ciências no primeiro módulo e avanços focados em STEM nas etapas seguinte, falando sobre abordagem, projetos, aprendizagens, plano de projeto e avaliação.

      É possível acessar os conteúdos quando quiser, sem tempo determinado para completar cada módulo nem prazo para realizar o curso, mas a abertura do módulo seguinte depende da finalização do anterior. São oferecidas leituras, reflexões e atividades, além de uma biblioteca com as referências utilizadas na formatação do curso. A proposta é auto formativa, sem mediador da aprendizagem, mas é possível tirar dúvidas por meio do faleconosco@respostasparaoamanha.com.br.

      Respostas para o Amanhã 2020

      Mesmo em um cenário atípico de distanciamento social, o programa atraiu 1749 estudantes, 997 professores e 303 escolas públicas diferentes somente nesta sétima edição. Os temas mais explorados foram educação, infraestrutura urbana ou rural (com soluções para mobilidade e acessibilidade) e saúde (projetos envolvendo bem-estar, alimentação e combate à fome). Ao todo, foram avaliados 521 projetos, sendo 202 (38,8%) da região Sudeste, 174 (33,4%) do Nordeste, 81 (15,5%) do Norte, 37 (7,1%) do Centro-Oeste e 27 (5,2%) do Sul.

      Iniciativa global da área de Cidadania Corporativa da Samsung, o Prêmio Respostas para o Amanhã está no Brasil desde 2014, envolvendo, ao longo de sete edições, 162.906 estudantes, 15.803 professores e 5.036 escolas públicas em 8.113 projetos inscritos. O programa faz parte do conjunto de projetos capitaneado pela visão global da marca “Together for Tomorrow! Enabling People”, que busca capacitar futuras gerações para alcançarem seu pleno potencial por meio da Educação.

      O programa conta com uma rede de parceiros, como a representação no Brasil da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO no Brasil), da Rede Latino-Americana pela Educação (Reduca) e da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), além do apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

      Confira os 10 projetos finalistas da 7ª edição do Prêmio Respostas para o Amanhã:

      EEMTI Marconi Coelho Reis - BAP: Biocompósito para Adsorção de Poluentes - Cascavel (CE)

      EEM Ronaldo Caminha Barbosa - CapSeed: Revestimento de Sementes com Goma Sustentável - Cascavel (CE)

      EEEP Edson Queiroz - Vespertílio 01- robô semeador para a agricultura familiar - Cascavel (CE)

      IFCE - Campus Cratéus - Uso de quitosana como biocoagulante para o tratamento de águas de alta turbidez - Cratéus (CE)

      Escola Dario Gomes de Lima - Revestimento em ovos de granja a partir do amido do arroz vermelho - Flores (PE)

      Escola de Referência em Ensino Médio de Ipojuca - Análise do efeito de plantas medicinais para a produção de Biorepelente em difusor elétrico e larvicida orgânico no combate a mosquitos hematófagos - Ipojuca (PE)

      IFPE - Campus Recife - Materiais a base de grafeno sintetizados eletroquimicamente para remoção de corantes têxteis usados no polo de confecção do Agreste Pernambucano - Recife (PE)

      CAE Adroaldo Colombo - Reflorestamento utilizando minifoguetes: Pitanga e Ipês - Palotina (PR)

      EE Tristão de Barros - Telha térmica a base de materiais recicláveis: uma alternativa as moradias do sertão de Currais Novos/RN - Currais Novos (RN)

      IFSP – Campus Campinas - STEAM na prática: água tratada para todos - Campinas (SP)

      Confira os vencedores das edições anteriores do Prêmio Respostas para o Amanhã:

      • 6ª edição (2019) EEMTI Marconi Coelho Reis Desenvolvimento de biofilme a partir da Psidium guajava para aplicações diversas Cascavel (CE)

      • 5ª edição (2018) IFRS - Campus Osório BCA: biossorvente da casca de arroz para remoção de metais da água de poço do litoral norte gaúcho Osório (RS)

      • 4ª edição (2017) EIEEFM Sertanista José do Carmo Santana Plantas medicinais do Povo Paiter: resgatando o conhecimento tradicional Cacoal (RO)

      • 3ª edição (2016) ETEC Eng. Agrônomo Narciso de Medeiros Projeto Implantação do cultivo de palmito juçara e pupunha pela cooperativa dos alunos, para reflorestamento de mata atlântica e geração de renda para a aldeia indígena Itapuã - Tupi Guarany no Vale do Ribeira - SP Iguape (SP)

      • 2ª edição (2015) Colégio Estadual Dom Veloso Avaliação da atividade da moringa oleífera no tratamento da água na zona rural Itumbiara (GO)

      • 1ª edição (2014) EE Tristão de Barros Equilíbrio – para uma inclusão sustentável e um meio ambiente melhor Currais Novos (RN)

      Sobre a Samsung Electronics Co., Ltd.

      A Samsung inspira o mundo e cria o futuro com ideias e tecnologias inovadoras. A companhia está redefinindo o mundo de TVs, smartphones, wearables, tablets, eletrodomésticos, sistemas de conexão e memória, sistema LSI, fundição de semicondutores e soluções LED. Para saber mais sobre as últimas notícias, por favor, visite a Sala de Imprensa da Samsung em http://news.samsung.com/br

      Sobre o CENPEC Educação

      O CENPEC – Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos fundada em 1987 para contribuir com a redução das desigualdades no país e com a melhoria da qualidade da educação pública, desenvolvendo projetos, pesquisas, metodologias, tecnologias educacionais inovadoras, formações e assessoria a políticas públicas.

  • 13/11/2020
    Instituto Claro abre inscrições para a 9ª edição do Campus Mobile com meetings virtuais
    • Concurso de inovação, que este ano será 100% online, reúne universitários e recém-formados que apresentarem as melhores ideias e soluções de impacto social

      São Paulo, 12 de novembro de 2020 - O Instituto Claro acaba de abrir as inscrições para a 9ª edição do Campus Mobile, a primeira 100% virtual. O concurso de inovação e empreendedorismo busca estimular os estudantes universitários e jovens recém-formados a desenvolverem soluções por meio de aplicativos, produtos e serviços do segmento mobile que promovam impacto social e benefícios à população. A iniciativa é realizada pela Associação do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC), com patrocínio do Instituto Claro e apoio da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) e do hub de inovação da Claro beOn. Devido à pandemia do novo coronavírus, várias atividades desta edição serão realizadas de forma remota e estão divididas em sete etapas: Inscrição das ideias e soluções; Campus Mobile Meetings; Seleção e Divulgação das Ideias e Soluções; Desenvolvimento dos Projetos; Finalização de protótipos; Semana de Imersão e, por fim, uma Viagem de Imersão no Vale do Silício, São Francisco (CA), nos Estados Unidos, em 2021 para que os estudantes possam ter a oportunidade de trocar experiências com grandes universidades e empresas de Inovação da Califórnia. Ao todo, após as inscrições serão selecionados 96 projetos. “A cada edição do Campus Mobile notamos um crescimento gigantesco do projeto e do comprometimento dos mobilianos em desenvolver soluções que impactam positivamente a sociedade. Esta iniciativa cumpre um importante papel social por meio de soluções inovadoras para maior conexão em diversas áreas”, comenta Daniely Gomeiro, diretora de Comunicação e Responsabilidade Social e Vice-presidente de Projetos do Instituto Claro. Com este olhar para a transformação social, um dos desafios deste ano é incentivar a inscrição de mulheres e negros, para ampliar a diversidade no âmbito científico. Na 9ª edição o programa segue selecionando projetos em seis categorias: Saúde, Games, Smart Farm, Smart Cities, Diversidade e Educação. Para participar, os universitários devem estar matriculados em um curso de graduação de uma instituição de ensino superior no Brasil ou serem recém-formados. As inscrições podem ser individuais ou em equipe com até três membros e estão abertas até o dia 06 de dezembro, e devem ser realizadas pelo site www.institutoclaro.org.br/campus-mobile/.

      Projetos Premiados O Campus Mobile já premiou 70 projetos e revelou outros tantos que buscam soluções para desafios em diferentes frentes. O JADE, que funciona com um aplicativo para estimular e desenvolvimento de crianças autistas e com síndrome de down, foi revelado pelo Campus Mobile. A plataforma SafeGirl, aplicativo no qual as usuárias podem descobrir locais bem avaliados em aspectos como segurança, risco de assédio, atendimento e conforto, também foi premiada pelo Campus Mobile. Entre tantas outras iniciativas. Saiba mais em https://www.institutoclaro.org.br/campus-mobile/noticias/

      SOBRE O INSTITUTO CLARO A área de Responsabilidade Social da Claro investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto Claro, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto Claro é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Conheça outras realizações no site do Instituto: https://www.institutoclaro.org.br/

  • 10/11/2020
    STEAM TechCamp Brasil abre inscrições para a 4ª edição
    • Iniciativa da Embaixada e dos Consulados dos EUA, em parceria com a USP, visa formar rede de multiplicadores de inovação na educação pública brasileira

      Educadores podem se inscrever até 04 de dezembro

      São Paulo, 10 de novembro de 2020 – o Programa STEAM TechCamp Brasil está com inscrições abertas para a 4ª edição. Educadores de todo o Brasil podem se inscrever até o dia 04 de dezembro de 2020. O programa de 2021 vai atender 60 educadores com potencial e liderança para articular e aprimorar ações já existentes e implantar novas ações voltadas à aprendizagem ativa em STEAM (sigla em inglês cujas atividades interdisciplinares envolvem as áreas de conhecimentos de ciências, tecnologia, engenharia, artes e matemática), nas redes públicas da educação básica do Brasil. O regulamento detalhado e formulário de inscrição estão disponíveis no site: https://steamtechcampbrasil.febrace.org.br/v2021/

      O Programa STEAM TechCamp Brasil tem o objetivo de colocar especialistas em tecnologia e educação, do Brasil e do Exterior, em contato direto com gestores das secretarias de educação e com professores da educação básica brasileira para compartilhar e ampliar conhecimentos sobre as diferentes ferramentas, práticas e estratégias de ensino que podem ajudá-los a superar os desafios da educação.

      Devido à pandemia do novo coronavírus as diversas atividades desta edição serão realizadas de forma remota, no Encontro Virtual que será realizado na semana de 8 a 12 de fevereiro de 2021. Durante o Encontro, os educadores selecionados vão participar de workshops, palestras e painéis voltados ao tema, também vão participar de oficinas para a elaboração de propostas de planejamento estratégico para implantação de projetos nas escolas em seus estados de origem.

      O STEAM TechCamp Brasil é uma iniciativa da Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil, em parceria com o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC), apoio da Poli-USP e Consed, e desde sua primeira edição envolveu 180 educadores, com forte potencial multiplicador. As ações locais, implantadas pelos educadores que participaram da formação, somadas até a edição de 2019 atingiram 400 cidades, 17.000 professores e 94.000 estudantes em todo o Brasil.

      Contato para imprensa: Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico - Elena Saggio (Telefone: (11) 98111-4487 | E-mail: elena.saggio@lsitec.org.br)

      Siga embaixador Chapman no Twitter @USAmbBR. As informações são atualizadas regularmente em nosso site. As nossas contas do Twitter, Facebook, Instagram e Flickr também fornecem atualizações regulares. Para mais informações sobre esta Nota à Imprensa entrar em contato com a Assessoria de Imprensa da Embaixada dos EUA em Brasília pelo e-mail BrasiliaEMBEUA@state.gov ou pelos telefones (61) 3312-7367 / 7364. Siga-nos no Twitter e Flickr.

  • proxima
Informações para a imprensa

Elena Saggio - elena@lsi.usp.br