FEBRACE
  • lsi
  • poli usp
  • usp

Press releases

2009

  • 27/07/2020
    BRICS Young Innovator Prize 2020 prorroga inscrições até 3 de agosto
    • Inscreva-se já para representar o Brasil no BRICS Young Innovator Prize 2020 e concorra a três expressivas premiações em dinheiro – 1º lugar: US$ 25,000; 2º lugar: US$ 15,000; 3º lugar: US$ 10,000.

      Áreas temáticas: Ecologia; Ciência dos Materiais; Aplicação de Inteligência Artificial em Ecologia e/ou Ciência dos Materiais.

      Para participar, basta ter menos de 30 anos de idade, submeter e validar sua inscrição, até 03/agosto/2020 (segunda-feira) às 23:59h (horário de Brasília, DF), por meio do Google Forms.

      Informações completas sobre o prêmio podem ser encontradas na "Chamada de candidatos(as) a representar o Brasil no BRICS Young Innovator Prize 2020", disponível aqui.

      Realização: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTIC)

      Apoio: Academia Brasileira de Ciências (ABC) e Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE)

  • 08/05/2020
    FEBRACE credencia finalistas para a Regeneron ISEF Virtual 2020
    • Finalistas Regeneron ISEF Virtual 2020

      Como anunciado no final de março pela Society for Science & the Public (SSP) e reforçado pela Profa. Roseli durante a cerimônia`de premiação da FEBRACE 2020 em 04/04/2020, a Regeneron ISEF 2020 (International Science and Engineering Fair) que aconteceria de 10 a 15 de maio em Anaheim, no estado da Califórnia, nos EUA foi cancelada devido à pandemia do COVID-19 no mundo. Por este motivo a FEBRACE, não anunciou este prêmio neste ano.

      A SSP também tinha anunciado que a feira não ocorreria de forma online devido a diversos fatores, mas que estaria definindo alguma forma de honrar os finalistas das feiras que já tinham ocorrido, uma vez que estes jovens serão considerados finalistas da Regeneron ISEF 2020. Pelas regras do programa, os jovens da FEBRACE que serão finalistas da ISEF 2021 deverão ser selecionados na 19a FEBRACE em março de 2021.

      Em meados de abril, recebemos da SSP informações atualizadas sobre como pretendem honrar os finalistas com a publicação e divulgação dos projetos dos estudantes finalistas de 2020 no site da ISEF. A feira não acontecerá de forma tradicional, uma vez que não haverá avaliação de finalistas, nem premiação, mas os finalistas terão conteúdos de seus projetos publicados no site.

      Considerando ser uma oportunidade valiosa, mesmo sem a realização da feira, o Comitê Científico e de Avaliação da FEBRACE se reuniu (virtualmente) e selecionou 9 projetos finalistas para esta oportunidade de serem reconhecidos como finalistas da Regeneron ISEF 2020.

      Em 06/05 foi anunciado que a Regeneron ISEF 2020 Virtual acontecerá de 18 a 22 de Maio. Além de publicar os materiais dos projetos dos estudantes finalistas, oferecerão diversas atividades incluindo palestras, e o já tradicional painel de excelência em ciência. As palestras, painéis e a cerimônia de abertura que acontecerá em 18/05, são abertos ao público geral, mediante cadastro: https://www.societyforscience.org/isef/2020-2/virtual/ (clique em Register for Virtual ISEF para se cadastrar).

      Os 9 projetos selecionados pelo Comitê Científico e de Avaliação da FEBRACE 2020, foram:

      I) De TABULEIRO DO NORTE - CE Thiago Costa Moreira [Estudante] Fabiana da Silva Maia [Orientadora] [ PROJETO: Friday: uma prótese microcontrolada ] https://febrace.org.br/virtual/2020/ENG/16/

      II) De NOVO HAMBURGO - RS Eduarda Lazzeri Goldani [Estudante] Lucinara de Souza Linck [Orientadora] Josimar Dias da Silva [Coorientador] [ PROJETO: Polibrick: espuma rígida de poliuretano como agregada em blocos de concreto ] https://febrace.org.br/virtual/2020/ENG/47/

      III) De CATU - BA João Pedro De Oliveira Lima [Estudante] Ítila Maykely Santos Conceição [Estudante] Saulo Luis Capim [Orientador] Jane Lima dos Santos [Coorientadora] [ PROJETO: Produção de biomembranas e formulações farmacêuticas a partir do látex da mangaba (Hancornia speciosa) para auxílio na cicatrização de úlceras de perna em portadores do diabetes mellitus ] https://febrace.org.br/virtual/2020/SAU/139/

      IV) De SUZANO - SP Samara Rossi de Barros Almeida [Estudante] Sophia Rossi de Barros Almeida [Estudante] Maria Raquel Manhani [Orientadora] Débora Ayame Higuchi [Coorientadora] [ PROJETO: Crise dos antibióticos: bacteriocinas do soro de leite de vaca fermentado por grãos de kefir. Uma possível solução? ] https://febrace.org.br/virtual/2020/BIO/153/

      V) De TOLEDO - PR Augusto Cesar Catuzzo [Estudante] Dionéia Schauren [Orientadora] [ PROJETO: Efeito fungitóxico de extratos vegetais sobre o desenvolvimento in vitro do fitopatógeno Colletotrichum gloeosporioides (Penz.) causador da antracnose 17 / 24 em mamoeiros ] https://febrace.org.br/virtual/2020/BIO/154/

      VI) De SÃO PAULO - SP Henrique Vieira dos Santos Guerra [Estudante] Cristiane Rodrigues Caetano Tavolaro [Orientadora] Breno Marques Gonçalves Teixeira [Coorientador] [ PROJETO: Criptografia pós-quântica ] https://febrace.org.br/virtual/2020/EXA/206/

      VII) De LONDRINA - PR Ana Ferreira Meletti [Estudante] Silvia Márcia Ferreira Meletti [Orientadora] [ PROJETO: Educação de imigrantes haitianos no Brasil: mapeamento das condições de escolarização de haitianos na educação básica brasileira por meio de indicadores educacionais - Fase II ] https://febrace.org.br/virtual/2020/HUM/215/

      VIII) De VALENÇA - BA Álvaro da Silva Couto Vasques [Estudante] Leandro Silva Teixeira [Orientador] Gustavo de Araujo Sabry [Coorientador] [ PROJETO: TAAPETE: tecnologia assistiva acessível para pessoas com tetraplegia ] https://febrace.org.br/virtual/2020/EXA/233/

      IX) De RIO DO SUL - SC Gustavo Kloch Neideck [Estudante] Karla Funfgelt [Orientadora] [ PROJETO: TaipaEstock - armazenamento de grãos utilizando taipa de mão ]
      https://febrace.org.br/virtual/2020/AGR/328/

  • 08/04/2020
    Estudantes do Rio de Janeiro são destaque na FEBRACE 2020
    • Em sua 18ª edição, a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 alunos de escolas do ensino básico de todas as unidades da Federação.

      Projetos científicos de estudantes do Rio de Janeiro conquistaram sete prêmios na 18ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que aconteceu entre os dias 23 de março e 4 de abril. O anúncio dos prêmios foi feito no último sábado (4/4) por Iberê Thenório e Mariana Fulfaro, do Manual do Mundo. A cerimônia de premiação pode ser conferida pelo canal da FEBRACE no YouTube: https://www.youtube.com/user/FEBRACE.

      O projeto “Fabricação e utilização do biodiesel como combustível alternativo” foi um dos destaques e conquistou três prêmios: “Prêmio Destaque Unidades da Federação – Rio de Janeiro” e 4º Lugar Ciências Biológicas, concedido pela FEBRACE; e o Prêmio STEAM & English, da Embaixada Americana e Consulados.

      O trabalho foi desenvolvido pelos estudantes Kaio Barcelos Ribeiro Primo, Lauany de Abreu Barreiro e Lucas do Espírito Santo Tavares, da Escola Municipal Amaro de Souza Paes, da cidade de João da Barra. Os alunos foram orientados pelas professoras Jéssica Monteiro da Silva Tavares e Patrícia Rodrigues de Paula, sendo que esta última foi uma das dez finalistas do Prêmio Professor Destaque. (Veja abaixo os demais premiados do Rio de Janeiro na mostra).

      Promovida anualmente pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) por meio do Laboratório de Sistemas Integráveis, a FEBRACE foi realizada pela primeira vez à distância, pela internet, por causa da pandemia da COVID-19. A mostra deste ano contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de 295 escolas de todas as unidades da Federação.

      Os projetos foram avaliados em teleconferências fechadas, nas quais os estudantes fizerem apresentações para as bancas de avaliadores. Já aqueles sem acesso à internet tiveram seus trabalhos avaliados pelo material encaminhado anteriormente à FEBRACE, por vídeo, pôster e relatório. No total, foram concedidos 281 prêmios. A FEBRACE é a maior mostra pré-universitária de Ciências e Engenharia do País, com projetos de todas as áreas do conhecimento. Seu objetivo é estimular a cultura científica, a inovação e o empreendedorismo na educação básica e técnica brasileira, despertando novas vocações e induzindo práticas pedagógicas inovadoras nas escolas.

      Veja aqui a lista completa dos premiados: https://febrace.org.br/finalistas-e-premiados/. Mais informações: www.febrace.org.br

      Os demais vencedores do Rio de Janeiro:

       Prêmio FEBIC, da Feira Brasileira de Iniciação Científica Projeto: Aproveitamento do calor humano na idealização de sistemas para relógios de pulso. Do Rio de Janeiro, Vinícius Ribeiro de Moraes [Estudante], Marco Rogerio Vieira [Orientador(a)] e Michael Douglas da Silva Santos [Coorientador(a)]

       Prêmio Destaque MCTEA Projeto: Investigação de um método para a identificação de substâncias Ilícitas em bebidas De Nova Iguaçu, Lorena de Araujo Barbosa [Estudante], Marcelle Lisbôa de Sousa [Estudante] e Michael Douglas da Silva Santos [Orientador(a)].

       Prêmio Veraño Nacional Científico Para Estudiantes Sobresalientes (VENCES) Projeto: Análise da ação antibiótica do extrato orgânico da Couroupita guianensis acerca de bactérias associadas a infecções hospitalares. Do Rio de Janeiro, Giovana Mozer Cerqueira [Estudante], Rebecca di Stephano da Silva Ramos Gomes de Souza [Estudante], Maria Inês Teixeira [Orientador(a)] e Cleber Bomfim Barreto Junior [Coorientador(a)].

       Prêmio Destaque do Ano Ciências Moleculares, do curso de Ciências Moleculares da Universidade de São Paulo Projeto: Análise da ação antibiótica do extrato orgânico da Couroupita guianensis acerca de bactérias associadas a infecções hospitalares Do Rio de Janeiro, Giovana Mozer Cerqueira [Estudante], Rebecca di Stephano da Silva Ramos Gomes de Souza [Estudante], Maria Inês Teixeira [Orientador(a)] e Cleber Bomfim Barreto Junior [Coorientador(a)].


      Atendimento à imprensa: FEBRACE – Gerência de Comunicação Elena Saggio, elena.saggio@lsitec.org.br, 11 98111 4487

      Acadêmica Agência de Comunicação – Assessoria de Imprensa Angela Trabbold - angela@academica.jor.br Telefones: (11) 5549-1863 / 5081-5237 / 99912-8331

  • 08/04/2020
    São Paulo recebeu 37 prêmios na FEBRACE 2020
    • Em sua 18ª edição, a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 alunos de escolas do ensino básico de todas as unidades da Federação.

      São Paulo foi o estado com o maior número de prêmios na 18ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que aconteceu entre os dias 23 de março e 4 de abril. O anúncio dos prêmios foi feito no último sábado (4/4) por Iberê Thenório e Mariana Fulfaro, do Manual do Mundo. A cerimônia de premiação pode ser conferida pelo canal da FEBRACE no YouTube: https://www.youtube.com/user/FEBRACE.

      O projeto “Crise dos antibióticos: bacteriocinas do soro de leite de vaca fermentado por grãos de kefir. Uma possível solução?” foi um dos destaques da mostra, com três prêmios: “1º Lugar em Ciências Biológicas” e “Prêmio Destaque Unidades da Federação - São Paulo”, ambos concedidos pela FEBRACE; e o “Prêmio INFOMATRIX Brasil”, da InfoMatrix Brasil.

      O trabalho foi desenvolvido pelas estudantes Samara Rossi de Barros Almeida e Sophia Rossi de Barros Almeida, sob orientação das professoras Maria Raquel Manhani e Débora Ayame Higuchi. Elas são do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, da cidade de Suzano.

      Os professores premiados Ednilson Aparecido Quarenta, da Escola Nova Lourenço Castanho, na capital paulista, e Kelly Cristina da Silva Pascoalino, do Colégio FAAT, de Atibaia, no interior, ambos foram um dos dez finalistas do “Prêmio Professor Destaque”. (Veja abaixo os demais premiados de São Paulo).

      Promovida anualmente pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) por meio do Laboratório de Sistemas Integráveis, a FEBRACE foi realizada pela primeira vez à distância, pela internet, por causa da pandemia da COVID-19. A mostra deste ano contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de 295 escolas de todas as unidades da Federação.

      Os projetos foram avaliados em teleconferências fechadas, nas quais os estudantes fizerem apresentações para as bancas de avaliadores. Já aqueles sem acesso à internet tiveram seus trabalhos avaliados pelo material encaminhado anteriormente à FEBRACE, por vídeo, pôster e relatório. No total, foram concedidos 281 prêmios. A FEBRACE é a maior mostra pré-universitária de Ciências e Engenharia do País, com projetos de todas as áreas do conhecimento. Seu objetivo é estimular a cultura científica, a inovação e o empreendedorismo na educação básica e técnica brasileira, despertando novas vocações e induzindo práticas pedagógicas inovadoras nas escolas.

      Veja aqui a lista completa dos premiados: https://febrace.org.br/finalistas-e-premiados/. Mais informações: www.febrace.org.br

      Os demais vencedores de São Paulo:

      1º Lugar em Ciências Exatas e da Terra Projeto: Criptografia pós-quântica De São Paulo, Henrique Vieira dos Santos Guerra [Estudante], Cristiane Rodrigues Caetano Tavolaro [Orientador(a)] e Breno Marques Gonçalves Teixeira [Coorientador(a)].

      1º Lugar em Ciências Sociais Aplicadas Projeto: Elaboração de indicadores de prevalência social (IPS) para redefinição do rastreamento onco-mastológico no Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade de São Paulo - Fase II De São Paulo, Maria Luisa de Oliveira Collino Antiga [Estudante], Julia Pereira Lima [Estudante], Natália Moraes Ferreira [Estudante] e Ednilson Aparecido Quarenta [Orientador(a)].

      1º Lugar em Engenharia Projeto: Controle eletrônico para um sistema de circulação de água fechada para tratamento de lesões sofridas por impacto utilizando célula de Peltier De Campinas, Vinícius dos Santos Ribeiro [Estudante], Victor Hugo Sijanas Mendes [Estudante], Antônio César de Souza Rocha [Estudante], Edson Anício Duarte [Orientador(a)] e João Alexandre Bortoloti [Coorientador(a)].

      2º Lugar em Ciências Exatas e da Terra Projeto: Desenvolvimento de uma telha fotovoltaica feita a partir de fibra de coco verde (Cocos nucifera L.) e polipropileno De São Paulo, Melissa Megumi Komatsu [Estudante], Ana Luiza Magoço da Silva Costa [Estudante], Igor Sobral Lima [Estudante] e Danieli Melo de Freitas [Orientador(a)].

      2º Lugar em Ciências Humanas Projeto: Feminicídio: uma análise longitudinal dos fatores explicativos da sua ocorrência nos estados brasileiros De São Paulo, Viviane Caeté Oliveria [Estudante] e Fabricio Barbosa Bittencourt [Orientador(a)].

      3º Lugar em Ciências Biológicas Projeto: Aquaponia, meliponicultura e IoT: práticas empreendedoras para comunidades sustentáveis De Mairiporã, José Brenon Guilherme [Estudante], Matheus Carvalho de Almeida [Estudante], Pedro Eduardo Galiza da Silva [Estudante] e Leandro Donizete da Silva [Orientador(a)].

      3º Lugar em Ciências da Saúde Projeto: Identificação dos metabólitos secundários presentes nas folhas de Morus alba L. e sua relação com os sintomas do climatério De Osasco, Rebecca Moreno Rodrigues de Souza [Estudante], Guilherme Moreno Rodrigues de Souza [Orientador(a)] e Carlos Pereira Martins [Coorientador(a)].

      3º Lugar em Ciências Exatas e da Terra Projeto: A dinâmica das decisões: análise caótica de sistemas de tomadas de decisões sequenciais como sistemas não-lineares De São Paulo, Daniel Epelbaum [Estudante] e Mauricio de Souza Machado [Orientador(a)].

      3º Lugar em Engenharia Projeto: O uso da seiva do pseudocaule de bananeira no aumento da densidade de partículas sólidas em suspensão De Cajamar, Beatriz Alves de Góes [Estudante], Rosangela Alves de Góes [Orientador(a)] e Bianca Alves de Góes [Coorientador(a)].

      3º Lugar em Engenharia Projeto: MiAu: a tecnologia a serviço da proteção animal De Atibaia, Isabel Padilha Ximenez [Estudante], Isadora de Oliveira Bordini [Estudante],Yasmin Ferreira da Silva [Estudante] e Kelly Cristina da Silva Pascoalino [Orientador(a)].

      4º Lugar em Ciências Biológicas Projeto: Aplicação dos polifenóis da casca da banana verde para a produção de curativos contra infecções cutâneas De São Bernardo do Campo - SP, Yohan Almeida Ferreira [Estudante], Victor Hugo Torres [Estudante], Bianca Brilhante Simões [Estudante], Aparecida Donizeti Martins Fracchetta [Orientador(a)], e Ana Paula Ruas de Souza [Coorientador(a)]

      4º Lugar Ciências da Saúde Projeto: Icy Head - crioterapia capilar De Hortolândia, Ana Jaqueline do Nascimento [Estudante], Anna Luísa de Souza França [Estudante], Anna Luísa de Sousa Ribeiro [Estudante], Aparecido de Moraes [Orientador(a)] e Fabiani de Azevedo [Coorientador(a)].

      4º Lugar Ciências Exatas e da Terra Projeto: Aplicação da casca de banana nanica como biossorvente na remoção de permanganato de potássio De Santo André, Renan Gabriel de Assis [Estudante], Guilherme Soares de Oliveira [Estudante], Marcelo Pavão Takahashi [Estudante], Agrimaldo Abílio da Silva [Orientador(a)] e Edna Aparecida Faria de Almeida [Coorientador(a)].

      4º Lugar Ciências Humanas Projeto: Do Minecraft à Unesco: desenvolvimento de uma análise do projeto #HistoryBlocks mediante intersecções dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS’s) De São Paulo, Marcos Alexandre Talocchi Barbosa [Estudante], Paulo Nathan Sepúlveda Teixeira [Estudante], André Amaral Thiele [Estudante] e Francisco Tupy Gomes Correa [Orientador(a)].

      4º Lugar em Engenharia Projeto: Medprat - medicação programada automatizada De Campinas, Moisés Cassuci Arantes Machado [Estudante], Gabriel Gonçalves Basílio [Estudante], Felipe Antunes de Souza [Estudante] e Antônio Carlos da Silva [Orientador(a)].

      Prêmio FEMIC, da Associação Mineira de Pesquisa e Iniciação Científica Projeto: Cadeira de rodas controlada por movimentos oculares De São Paulo, Matheus Augusto Oliveira Severo [Estudante], João Vitor de Sousa Alves [Estudante], Wallace Vieira Cavalcante [Estudante] e Marcos Fernando de Melo [Orientador(a)].

      Prêmio Destaque FENECIT Projeto: Análise dos efeitos tardios na mucosa gástrica de ratos submetidos ao desmame precoce a partir da expressão gênica De São Paulo, Letícia Guimarães Gomes [Estudante], Camila Lauand Rizzo [Orientador(a)] e Sandra Maria Rudella Tonidandel [Coorientador(a)].

      Prêmio ABRITEC - EICCIE Projeto: Grandes mulheres da história da África De Registro, Ligia Santos de Oliveira [Estudante], André Santos Luigi [Orientador(a)] e Iamara de Almeida Nepomuceno [Coorientador(a)].

      Prêmio de Incentivo à Ciência, da Feira de Tecnologias, Engenharias e Ciências do Mato Grosso do Sul Projeto: Feminicídio: uma análise longitudinal dos fatores explicativos da sua ocorrência nos estados brasileiros De São Paulo, Viviane Caeté Oliveira [Estudante] e Fabricio Barbosa Bittencourt [Orientador(a)]

      Prêmio STEAM & English, da Embaixada Americana e Consulados Projeto: Aplicação dos polifenóis da casca da banana verde para a produção de curativos contra infecções cutâneas São Bernardo do Campo, Yohan Almeida Ferreira [Estudante], Victor Hugo Torres [Estudante], Bianca Brilhante Simões [Estudante] e Aparecida Donizeti Martins Fracchetta [Orientador(a)]

      Most Challenging, original, thorough and Creative Investigation of a Problem Involving Mathematics, da MU Alpha Theta Projeto: Elaboração de indicadores de prevalência social (IPS) para redefinição do rastreamento onco-mastológico no Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade de São Paulo - Fase II De São Paulo, Maria Luisa de Oliveira Collino Antiga [Estudante], Julia Pereira Lima [Estudante], Natália Moraes Ferreira [Estudante] e Ednilson Aparecido Quarenta [Orientador(a)]

      Prêmio ABRITEC - Destaque de Incentivo a Tecnologia e Ciência, da Associação Brasileira de Incentivo à Tecnologia e Ciência Projeto: Produção e caracterização mecânica de adesivos de látex para tratamentos de cicatrização de feridas De Hortolândia, Camilly Vitória Pereira de Carvalho [Estudante], Júlia Cristine dos Santos Machado [Estudante], Letícia Prado Santana [Estudante], Fabio Rodrigues Gatto [Orientador(a)] e Rondinelli Donizetti Herculano [Coorientador(a)]

      Prêmio Anna Frida Hoffman Projeto: A escola feita para todos De Jaguariúna, Caren Gabrielle Ribas de Oliveira [Estudante] e Gisele Silva Gomes [Estudante]

      Prêmio Revista InCiência, do Colégio Dante Alighieri Projeto: Elaboração de indicadores de prevalência social (IPS) para redefinição do rastreamento onco-mastológico no Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade de São Paulo - Fase II De São Paulo, Maria Luisa de Oliveira Collino Antiga [Estudante], Julia Pereira Lima [Estudante], Natália Moraes Ferreira [Estudante] e Ednilson Aparecido Quarenta [Orientador(a)]

      Prêmio EDUSP, da Editora da Universidade de São Paulo Projeto: Estação meteorológica portátil: uma análise dos elementos do clima dentro do ambiente escolar De Campinas, Lucas Bergamin dos Santos [Estudante], Letícia Oliveira dos Reis [Estudante], Ananda Rayssa Oliveira Reis [Estudante], Cláudia Fonseca Baldini [Orientador(a)] e Eveliyn Tiemi Takamori [Coorientador(a)]

      Prêmio Manual do Mundo - 3º Lugar Projeto: Cadeira de rodas controlada por movimentos oculares De São Paulo, Matheus Augusto Oliveira Severo [Estudante], João Vitor de Sousa Alves [Estudante], Wallace Vieira Cavalcante [Estudante] e Marcos Fernando de Melo [Orientador(a)]

      Prêmio Associação dos Engenheiros Politécnicos Projeto: Controle eletrônico para um sistema de circulação de água fechada para tratamento de lesões sofridas por impacto utilizando célula de Peltier De Campinas, Vinícius dos Santos Ribeiro [Estudante], Victor Hugo Sijanas Mendes [Estudante], Antônio César de Souza Rocha [Estudante], Edson Anício Duarte [Orientador(a)] e João Alexandre Bortoloti [Coorientador(a)]

      Prêmio Destaque Instituto 3M, do Instituto 3M Projeto: Auxílio a cuidadores de idosos com Alzheimer: estágios do Alzheimer, importância da rotina e dificuldades De Campinas, Mirian Romanini [Estudante] Vinicius Alves Felix [Estudante] Leticia de Carvalho Alves [Estudante] João Nelson Cavezale de la Torre [Orientador(a)] Geraldo Moreno Florentino Junior [Coorientador(a)]

      Projeto: Filtro bactericida por carvão ativado impregnado com prata a partir de esponja multiuso De Indaiatuba, Giovana Fernandes Macedo [Estudante] Glauco Fernandes da Silva Ramos [Estudante] Marcos Canto Machado [Orientador(a)]

      Projeto: Icy Head - crioterapia capilar De Hortolândia, Ana Jaqueline do Nascimento [Estudante] Anna Luísa de Souza França [Estudante] Anna Luísa de Sousa Ribeiro [Estudante] Aparecido de Moraes [Orientador(a)] Fabiani de Azevedo [Coorientador(a)]

      Projeto: Silent Cry: dispositivo auxiliar para deficientes auditivos para detecção de choro de bebês De Campinas, Victória Carolina de Faria da Cruz [Estudante] Jonathan Gabriel de Freitas Melo [Estudante] Regina Morishigue Kawakami [Orientador(a)] Marcelus Guirardello [Coorientador(a)]

      Prêmio Oracle de Tecnologia, da Oracle Projeto: Totalizador de pessoas em recinto fechado com monitoramento remoto na nuvem De Campinas, Luiz Gustavo Xavier Tito [Estudante] Edson Anício Duarte [Orientador(a)] João Alexandre Bortoloti [Coorientador(a)]


      Atendimento à imprensa: FEBRACE – Gerência de Comunicação Elena Saggio, elena.saggio@lsitec.org.br, 11 98111 4487

      Acadêmica Agência de Comunicação – Assessoria de Imprensa Angela Trabbold - angela@academica.jor.br Telefones: (11) 5549-1863 / 5081-5237 / 99912-8331

  • 08/04/2020
    Projetos de estudantes do RS são destaque na FEBRACE 2020
    • Em sua 18ª edição, a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 alunos de escolas do ensino básico de todas as unidades da Federação

      O Estado do Rio Grande do Sul conquistou 20 prêmios na 18ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que aconteceu entre os dias 23 de março e 4 de abril. O anúncio dos prêmios foi feito no último sábado (4/4) por Iberê Thenório e Mariana Fulfaro, do Manual do Mundo. A cerimônia de premiação pode ser conferida pelo canal da FEBRACE no YouTube: https://www.youtube.com/user/FEBRACE.

      Um dos projetos de destaque, intitulado “Polibrick: espuma rígida de poliuretano como agregada em blocos de concreto”, recebeu quatro prêmios: “Prêmio Destaque Unidades da Federação – Rio Grande do Sul” e “1º lugar em Engenharia”, concedidos pela FEBRACE; Prêmio Revista ECO 21, da publicação homônima; e Prêmio Associação dos Engenheiros Politécnicos, da entidade homônima.

      O trabalho foi desenvolvido pela aluna Eduarda Lazzeri Goldani, sob orientação dos professores Lucinara de Souza Linck e Josimar Dias da Silva, da Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, de Novo Hamburgo. (Veja abaixo a relação dos demais premiados do Rio Grande do Sul).

      Promovida anualmente pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) por meio do Laboratório de Sistemas Integráveis, a FEBRACE foi realizada pela primeira vez à distância, pela internet, por causa da pandemia da COVID-19. A mostra deste ano contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de 295 escolas de todas as unidades da Federação.

      Os projetos foram avaliados em teleconferências fechadas, nas quais os estudantes fizerem apresentações para as bancas de avaliadores. Já aqueles sem acesso à internet tiveram seus trabalhos avaliados pelo material encaminhado anteriormente à FEBRACE, por vídeo, pôster e relatório. No total, foram concedidos 281 prêmios. A FEBRACE é a maior mostra pré-universitária de Ciências e Engenharia do País, com projetos de todas as áreas do conhecimento. Seu objetivo é estimular a cultura científica, a inovação e o empreendedorismo na educação básica e técnica brasileira, despertando novas vocações e induzindo práticas pedagógicas inovadoras nas escolas.
      Veja aqui a lista completa dos premiados: https://febrace.org.br/finalistas-e-premiados/. Mais informações: www.febrace.org.br

      Os demais vencedores do Rio Grande do Sul:

       2º Lugar em Engenharia Projeto: Kids’ Evolution - estabilizador vertical com sistema de vibração para crianças com paralisia cerebral. De Novo Hamburgo, Marco Aurélio Lunkes Centeno [Estudante], Lucas Tibério Ramos [Estudante] e Jefferson Luis da Silva [Orientador(a)].

       3º Lugar em Ciências Agrárias Projeto: EcoBoard: desenvolvimento de painéis aglomerados utilizando resíduos do milho e arroz. De Osório, Júlia Oscar Destro [Estudante], Lucas Oliveira de Lima [Estudante], Flávia Santos Twardowski Pinto [Orientador(a)] e Cláudius Jardel Soares [Coorientador(a)].

       3º Lugar em Ciências Agrárias Projeto: O uso da pimenta dedo-de-moça no cultivo de hortaliças De Osório, Ana Cláudia Santos Piñeiro [Estudante], Amanda De Lorenzi Borges [Estudante], Amanda Ribeiro Machado [Estudante], Ana Helena Matias Saturnino [Orientador(a)] e Flávia Santos Twardowski Pinto [Coorientador(a)]

       3º Lugar em Ciências Exatas e da Terra Projeto: BlindChess - xadrez para deficientes visuais De Charqueadas, Daniel da Silveira Wojcickoski [Estudante], Iann Ortnau Cirio e Santos [Estudante], Rafael Marquetto Vargas [Orientador(a)] e Carlos Francisco Soares de Souza [Coorientador(a)].

       3º Lugar em Ciências Humanas Projeto: FemiArTec: uma alternativa de autodefesa às mulheres De Novo Hamburgo, Caroline Hiromi de Moraes Suwa [Estudante], Daniele Yukari de Moraes Suwa [Estudante], Isabelly Alves Ramos da Silva [Estudante] e Michele da Rosa Kopschina [Orientador(a)].

       3º Lugar em Ciências Humanas Projeto: GeoPen: promoção da inclusão escolar de deficientes visuais através de tecnologia assistiva De Osório, Ana Clara Jardim da Silva [Estudante], Christian Kossmann Goulart [Estudante], Beatriz Bittencourt de Aguiar [Estudante], Flávia Santos Twardowski Pinto [Orientador(a)] e Vinícius Fritzen Machado [Coorientador(a)]

       3º Lugar em Engenharia Projeto: Produção de piso tátil a partir da desvulcanização ultrassônica de borracha proveniente de pneus inservíveis De Novo Hamburgo, Augusto Cezar de Araujo [Estudante], Vallentine Backes Orth [Estudante] e Schana Andréia da Silva [Orientador(a)]

       4o. Lugar em Ciências Exatas e da Terra Projeto: Otimização da formulação e dos parâmetros de produção de pastilha efervescente para detecção de fraude no leite por adição de reconstituintes de densidade em laboratório escolar De Porto Alegre, Fabiana Luft Bavaresco [Estudante], Fernanda Luft Bavaresco [Estudante], Maria Eduarda Baroni da Rosa [Estudante] e Alessandra Faedrich Martins Rosa [Orientador(a)]

       4º Lugar Ciências Exatas e da Terra Projeto: GlyphoGrab: Desenvolvimento de material alternativo capaz de adsorver glifosato em meio aquoso De Osório, Vanessa Teixeira da Rosa [Estudante], Flávia Santos Twardowski Pinto [Orientador(a)] e Cláudius Jardel Soares [Coorientador(a)]

       Prêmio de Excelência FeNaDante, do Colégio Dante Alighieri [PRÊMIO] Projeto: Degradação de corantes da indústria coureira a partir da enzima peroxidase extraída da casca de batata doce (Ipomoea batatas) e casca de banana (Musa sp.). De Novo Hamburgo, Kêmilly da Rosa Cardoso [Estudante], Ágatha Behenck Afonso [Estudante] e Carla Kereski Ruschel [Orientador(a)].

       Prêmio FENECIT, da Feira Nordestina de Ciência e Tecnologia Projeto: Sustentabilidade - canudo biodegradável a partir de componentes naturais: palha de milho e cera de abelha. De Dois Irmãos, Júlia Rafaela Hanauer [Estudante], Joana Bueno Hoerlle [Estudante], João Victor da Rosa [Estudante], Juliana Reinheimer da Silva [Orientador(a)] e Luciane Mittelstadt Couto [Coorientador(a)].

       Prêmio FENECIT, da Feira Nordestina de Ciência e Tecnologia Projeto: BlindChess - xadrez para deficientes visuais De Charqueadas, Daniel da Silveira Wojcickoski [Estudante], Iann Ortnau Cirio e Santos [Estudante], Rafael Marquetto Vargas [Orientador(a)] e Carlos Francisco Soares de Souza [Coorientador(a)].

       Prêmio FEMIC, da Associação Mineira de Pesquisa e Iniciação Científica Projeto: Autonomia para deficientes visuais nos supermercados De Sapiranga, Matheus Kintschner Nania [Estudante], Júlia Lauffer Schüler [Estudante], Meridiane Renata Bernardes de Moraes [Estudante] e Fabio Fernando Henkel [Orientador(a)].

       Prêmio ABRIC-WIFA de Inovação Científica, da Associação Brasileira de Incentivo à Ciência Projeto: Avaliação do efeito fitotóxico de extratos aquosos de Pinus elliottii sobre ervas invasoras de sistemas de cultivo agrícola.  De Lajeado, Peterson Haas [Estudante], Lucelia Hoehne [Orientador(a)] e Ângela Maria Schorr Lenz [Coorientador(a)].

       Prêmio Weizmann de Excelência em Ciências 2020, da Associação de Amigos do Instituto Weizmann do Brasil Projeto: EcoBoard: desenvolvimento de painéis aglomerados utilizando resíduos do milho e arroz De Osório, Júlia Oscar Destro [Estudante]

       Outstanding for Behavioral Sciences, da American Psychological Association Projeto: Autism play: jogos interativos para crianças com autismo De Estância Velha, Tamirys Tereza Altenhofer [Estudante], Giulia Pessoa Claves da Costa [Estudante] e Aldrim Vargas de Quadros [Orientador(a)].


      Atendimento à imprensa: FEBRACE – Gerência de Comunicação Elena Saggio, elena.saggio@lsitec.org.br, 11 98111 4487

      Acadêmica Agência de Comunicação – Assessoria de Imprensa Angela Trabbold - angela@academica.jor.br Telefones: (11) 5549-1863 / 5081-5237 / 99912-8331

  • 08/04/2020
    Estudantes e professor de Sergipe são destaque na FEBRACE 2020
    • Em sua 18ª edição, a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 alunos de escolas do ensino básico de todas as unidades da Federação.

      Três projetos científicos de estudantes de Sergipe receberem prêmios, além de um professor, na 18ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que aconteceu entre os dias 23 de março e 4 de abril. O anúncio dos prêmios foi feito no último sábado (4/4) por Iberê Thenório e Mariana Fulfaro, do Manual do Mundo. A cerimônia de premiação pode ser conferida pelo canal da FEBRACE no YouTube: https://www.youtube.com/user/FEBRACE.

      O projeto “Casa de farinha: da mandioca ao bioplástico” se destacou na mostra e ganhou três prêmios: “Prêmio Destaque Unidades da Federação – Sergipe” e o 4º Lugar em Ciências Exatas e da Terra, ambos concedidos pela FEBRACE, e o “Most Outstanding Exhibit in Computer Science, Engineering, Physics or Chemistry”, da Yale Science and Engineering Association.

      O trabalho foi desenvolvido pelas alunas Júlia Nunes Cardoso, Adriel Ribeiro de Santana e Nallanda Victoria dos Santos Martins, sob a orientação das professoras Darcylaine Vieira Martins e Andrea Correia de Oliveira. Todas são do Colégio Estadual Dr. Antônio Garcia Filho, de Umbauba (Veja abaixo os demais premiados).

      Também se destacou na mostra a professora Lark Soany Santos, do Colégio Estadual Dom Juvêncio de Britto, de Canindé de São Francisco. Ela foi um dos dez finalistas do “Prêmio Professor Destaque”.

      Promovida anualmente pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) por meio do Laboratório de Sistemas Integráveis, a FEBRACE foi realizada pela primeira vez à distância, pela internet, por causa da pandemia da COVID-19. A mostra deste ano contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de 295 escolas de todas as unidades da Federação.

      Os projetos foram avaliados em teleconferências fechadas, nas quais os estudantes fizerem apresentações para as bancas de avaliadores. Já aqueles sem acesso à internet tiveram seus trabalhos avaliados pelo material encaminhado anteriormente à FEBRACE, por vídeo, pôster e relatório. No total, foram concedidos 281 prêmios. A FEBRACE é a maior mostra pré-universitária de Ciências e Engenharia do País, com projetos de todas as áreas do conhecimento. Seu objetivo é estimular a cultura científica, a inovação e o empreendedorismo na educação básica e técnica brasileira, despertando novas vocações e induzindo práticas pedagógicas inovadoras nas escolas.

      Veja aqui a lista completa dos premiados: https://febrace.org.br/finalistas-e-premiados/. Mais informações: www.febrace.org.br

      Confira os demais vencedores de Sergipe:

       Prêmio FEBIC, da Feira Brasileira de Iniciação Científica Projeto: Cores no mercado de Aracaju: a extração de corantes naturais para produção de giz de cera como abordagem temática para o estudo de química e biologia. De Aracaju, Kauã Breno Barbosa da Silva [Estudante], Victória Gomes de Carvalho Santos [Estudante], Cinthya Cerqueira Santana dos Santos [Estudante], Darcylaine Vieira Martins [Orientador(a)] e Bárbara Silveira Raimundo [Coorientador(a)].

       Outstanding Achievement for Ability and Creativity in an Atmospheric Science Exhibit, da American Meteorological Society Projeto: Turbidímetro e condutivímetro integrados de baixo custo. De Juazeiro do Norte, Sarah Monique Ferreira Lima [Estudante], Breno Silva Pereira Gonçalves [Estudante], Davi Alves Ferreira [Estudante], Flávio Cesar Brito Nunes [Orientador(a)] e Francisco Rodrigo de Lemos Caldas [Coorientador(a)].


      Atendimento à imprensa: FEBRACE – Gerência de Comunicação Elena Saggio, elena.saggio@lsitec.org.br, 11 98111 4487

      Acadêmica Agência de Comunicação – Assessoria de Imprensa Angela Trabbold - angela@academica.jor.br Telefones: (11) 5549-1863 / 5081-5237 / 99912-8331

  • 08/04/2020
    Estudantes de Santa Catarina são destaque na FEBRACE 2020
    • Em sua 18ª edição, a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 alunos de escolas do ensino básico de todas as unidades da Federação.

      Projetos científicos de estudantes do Estado de Santa Catarina conquistaram nove prêmios na 18ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que aconteceu entre os dias 23 de março e 4 de abril. O anúncio dos prêmios foi feito no último sábado (4/4) por Iberê Thenório e Mariana Fulfaro, do Manual do Mundo. A cerimônia de premiação pode ser conferida pelo canal da FEBRACE no YouTube: https://www.youtube.com/user/FEBRACE.

      O projeto “TaipaEstock - armazenamento de grãos utilizando taipa de mão” foi um dos que se destacaram na mostra. O trabalho ganhou dois prêmios: “Prêmio Destaque Unidades da Federação – Santa Catarina” e o 1º Lugar em Ciências Agrárias, ambos concedidos pela FEBRACE. O trabalho é de autoria do aluno Gustavo Kloch Neideck, sob orientação da professora Karla Funfgelt. Ambos são do Instituto Federal Catarinense, da cidade de Rio do Sul. (Veja abaixo os demais premiados de Pernambuco na mostra).

      Além dos estudantes, um docente do estado também se destacou. O professor Carlos Rutz, da Escola de Educação Básica Bom Pastor, de Chapecó (SC), foi um dos dez finalistas do “Prêmio Professor Destaque” da FEBRACE. Promovida anualmente pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) por meio do Laboratório de Sistemas Integráveis, a FEBRACE foi realizada pela primeira vez à distância, pela internet, por causa da pandemia da COVID-19. A mostra deste ano contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de 295 escolas de todas as unidades da Federação.

      Os projetos foram avaliados em teleconferências fechadas, nas quais os estudantes fizerem apresentações para as bancas de avaliadores. Já aqueles sem acesso à internet tiveram seus trabalhos avaliados pelo material encaminhado anteriormente à FEBRACE, por vídeo, pôster e relatório. No total, foram concedidos 281 prêmios. A FEBRACE é a maior mostra pré-universitária de Ciências e Engenharia do País, com projetos de todas as áreas do conhecimento. Seu objetivo é estimular a cultura científica, a inovação e o empreendedorismo na educação básica e técnica brasileira, despertando novas vocações e induzindo práticas pedagógicas inovadoras nas escolas.

      Veja aqui a lista completa dos premiados: https://febrace.org.br/finalistas-e-premiados/. Mais informações: www.febrace.org.br

      Confira os outros vencedores de Santa Catarina:

       4º Lugar Ciências da Saúde; Prêmio STEAM & English da Embaixada Americana e Consulados; e Prêmio Centro Paula Souza, do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza. Projeto: Caixa de remédios automatizada para auxiliar idosos. De Chapecó, Netaly Ghidolin Conte [Estudante], Camila Vanin [Estudante], Carlos Rutz [Orientador(a)] e Guilherme Kolakowski [Coorientador(a)].

       4º Lugar em Engenharia Projeto: Comigo Ninguém (Pó)de - dispositivo de segurança para mulheres vítimas de assédio. De Rio do Sul, Mayara Kauana Luiz [Estudante], Gabriel Fernando Agostini [Estudante], Andre Alessandro Stein [Orientador(a)] e Eduardo Bidese Puhl [Coorientador(a)].

       Prêmio de Excelência FeNaDante, do Colégio Dante Alighieri Projeto: Coluna - como vai a sua? De Concórdia, Patrícia Maltauro Lassen [Estudante], Alanis Kurek Vieira [Estudante] e Fabiane Pasuch [Orientador(a)].

       Prêmio FEMIC, da Associação Mineira de Pesquisa e Iniciação Científica Projeto: Sabão ecológico: proposta de utilização de cascas de banana e citrus na produção de sabão. De Jaraguá do Sul, André Henrique Klabunde [Estudante], Bryan Eduardo Ferreira da Silva [Estudante] e Jean M. Facchini [Orientador(a)].


      Atendimento à imprensa: FEBRACE – Gerência de Comunicação Elena Saggio, elena.saggio@lsitec.org.br, 11 98111 4487

      Acadêmica Agência de Comunicação – Assessoria de Imprensa Angela Trabbold - angela@academica.jor.br Telefones: (11) 5549-1863 / 5081-5237 / 99912-8331

  • 08/04/2020
    Estudantes do Tocantins são destaque na FEBRACE 2020
    • Em sua 18ª edição, a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 alunos de escolas do ensino básico de todas as unidades da Federação.

      Três projetos científicos do Estado de Tocantins foram premiados na 18ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que aconteceu entre os dias 23 de março e 4 de abril. O anúncio dos prêmios foi feito no último sábado (4/4) por Iberê Thenório e Mariana Fulfaro, do Manual do Mundo. A cerimônia de premiação pode ser conferida pelo canal da FEBRACE no YouTube: https://www.youtube.com/user/FEBRACE.

      Um dos destaques foi o projeto intitulado “Sensor de Identificação dos estágios de coloração de frutas e suas variações para deficientes visuais – SIFDEV”, que recebeu dois prêmios: “Prêmio Destaque Unidades da Federação – Tocantins”, concedido pela FEBRACE, e o “Prêmio STEAM & English”, da Embaixada Americana e Consultados. O trabalho é de autoria dos estudantes João Witor Bilio Flores e Caio Eduardo de Morais Lacerda, sob a orientação dos professores Jonierson de Araújo da Cruz e Vagner Alves dos Santos Eles são do Instituto Federal de Tocantins, de Araguaína (Confira abaixo a relação dos demais premiados).

      Promovida anualmente pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) por meio do Laboratório de Sistemas Integráveis, a FEBRACE foi realizada pela primeira vez à distância, pela internet, por causa da pandemia da COVID-19. A mostra deste ano contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de 295 escolas de todas as unidades da Federação.

      Os projetos foram avaliados em teleconferências fechadas, nas quais os estudantes fizerem apresentações para as bancas de avaliadores. Já aqueles sem acesso à internet tiveram seus trabalhos avaliados pelo material encaminhado anteriormente à FEBRACE, por vídeo, pôster e relatório. No total, foram concedidos 281 prêmios. A FEBRACE é a maior mostra pré-universitária de Ciências e Engenharia do País, com projetos de todas as áreas do conhecimento. Seu objetivo é estimular a cultura científica, a inovação e o empreendedorismo na educação básica e técnica brasileira, despertando novas vocações e induzindo práticas pedagógicas inovadoras nas escolas.

      Veja aqui a lista completa dos premiados: https://febrace.org.br/finalistas-e-premiados/. Mais informações: www.febrace.org.br

      Confira os demais vencedores do Tocantins:

       Prêmio de Excelência FeNaDante, concedido pelo Colégio Dante Alighieri Projeto: Leitura e interpretação de pictogramas em bulas/rótulos de agrotóxicos De Palmas, Gustavo Alves da Silva [Estudante], Sophia Lira de Paula Pinto [Estudante], Samuel Cavalcante Silva [Estudante] e Rosielson Soares de Sousa [Orientador(a)].

       Prêmio EDUSP, concedido pela Editora da Universidade de São Paulo Projeto: Isolante térmico com embalagens de leite longa vida De Palmas, Amanda Souza Alencar [Estudante], Karla Estefany Silva Nogueira [Estudante], Wanderson Bruno Fernandes Rodrigues [Estudante], Gustavo Muller Gonçalves de Moura [Orientador(a)] e Orcidalia Martins Feitosa [Coorientador(a)].


      Atendimento à imprensa: FEBRACE – Gerência de Comunicação Elena Saggio, elena.saggio@lsitec.org.br, 11 98111 4487

      Acadêmica Agência de Comunicação – Assessoria de Imprensa Angela Trabbold - angela@academica.jor.br Telefones: (11) 5549-1863 / 5081-5237 / 99912-8331

  • 08/04/2020
    Projetos de estudantes do RN são destaque na FEBRACE 2020
    • Em sua 18ª edição, a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 alunos de escolas do ensino básico de todas as unidades da Federação.

      O Estado do Rio Grande do Norte conquistou 12 prêmios na 18ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que aconteceu entre os dias 23 de março e 4 de abril. O anúncio dos prêmios foi feito no último sábado (4/4) por Iberê Thenório e Mariana Fulfaro, do Manual do Mundo. A cerimônia de premiação pode ser conferida pelo canal da FEBRACE no YouTube: https://www.youtube.com/user/FEBRACE.

      Um dos projetos de destaque, intitulado “Sistema de captação de água de poços artesianos sem uso de energia elétrica em áreas de assentamento do município de Bodó”, ganhou quatro prêmios: “Prêmio Destaque Unidades da Federação – Rio Grande do Norte” e o 2º Lugar em Ciências Agrárias, ambos concedidos pela FEBRACE; o Prêmio ABRIC de Incentivo à Ciência, da Associação Brasileira de Incentivo à Ciência; e o Prêmio STEAM & English, da Embaixada Americana e Consultados (Veja abaixo a relação dos demais premiados do Rio Grande do Norte).

      Promovida anualmente pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) por meio do Laboratório de Sistemas Integráveis, a FEBRACE foi realizada pela primeira vez à distância, pela internet, por causa da pandemia da COVID-19. A mostra deste ano contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de 295 escolas de todas as unidades da Federação.

      Os projetos foram avaliados em teleconferências fechadas, nas quais os estudantes fizerem apresentações para as bancas de avaliadores. Já aqueles sem acesso à internet tiveram seus trabalhos avaliados pelo material encaminhado anteriormente à FEBRACE, por vídeo, pôster e relatório. No total, foram concedidos 281 prêmios. A FEBRACE é a maior mostra pré-universitária de Ciências e Engenharia do País, com projetos de todas as áreas do conhecimento. Seu objetivo é estimular a cultura científica, a inovação e o empreendedorismo na educação básica e técnica brasileira, despertando novas vocações e induzindo práticas pedagógicas inovadoras nas escolas.

      Veja aqui a lista completa dos premiados: https://febrace.org.br/finalistas-e-premiados/. Mais informações: www.febrace.org.br

      Os demais vencedores do Rio Grande do Norte:

       3º Lugar em Ciências Humanas, concedido pela FEBRACE Projeto: Teclado musical inclusivo: a utilização da robótica educacional no ensino de música. De Mossoró, Irinéia Ariely Freitas Negócio [Estudante], Geovana Alves Medeiros [Estudante], Racquel Cristina Medeiros Rocha Pinheiro [Estudante], Allef Rodrigo Schmidt [Orientador(a)] e Higor Gabriel Silva Amorim [Coorientador(a)].

       3º Lugar em Engenharia, concedido pela FEBRACE, e Prêmio Feira de Ciências do Semiárido Potiguar, da feira homônima. Projeto: Sistema interativo para a reabilitação fisioterapêutica: um fisiogame para uso adulto e infantil. De Ceará-Mirim, Amanda Vitoria Lopes de Oliveira [Estudante], Iara Kelly Lima da Silva [Estudante], Gilvan Luiz Borba Filho [Orientador(a)] e Maciel Araújo de Lima [Coorientador(a)].

       4º Lugar Ciências Biológicas Projeto: Mangobag: reaproveitamento do caroço da manga espada (Mangifera indica) na criação de sacolas biodegradáveis. De Açu, Itamar Cabral da Silva Filho [Estudante], Khárita Vitória dos Santos Silva [Estudante], Maria Alaíde dos Santos [Estudante], Udsoneide Castro Silva Bezerra [Orientador(a)] e Ivanildo José dos Santos Oliveira [Coorientador(a).

       4º Lugar em Ciências da Saúde Projeto: Desenvolvimento e caracterização de nanopartículas poliméricas bioativas para o tratamento de bactérias patogênicas. De Mossoró, Jobismar Cortez de Oliveira Júnior [Estudante], Francisco Pereira Dantas [Orientador(a)] e Carlos Eduardo Alves Soares [Coorientador(a)].

       Prêmio ABRIC de Incentivo à Ciência, da Associação Brasileira de Incentivo à Ciência Projeto: Avaliação da citogenotoxicidade de poluentes nas águas do município de Apodi-RN, Brasil. De Apodi, Jasmine Cristina do Nascimento Lima [Estudante], Myrelle Kauany Morais Dias [Estudante], Edilson de Morais Fernandes [Estudante], Eleneide Pinto Gurgel [Orientador(a)] e Regina Célia Pereira Marques [Coorientador(a)]

       Prêmio Revista InCiência, do Colégio Dante Alighieri. Projeto: Cascatelha – fabricação de uma telha sustentável como alternativa ecológica. De Pau dos Ferros, Ana Beatriz Vieira [Estudante], Anália Vitória Costa Ferreira [Estudante], Mychelly Queiroz da Silva [Estudante], Jacicleuma de Oliveira Lima [Orientador(a)] e Jackson Emanuel Santos [Coorientador(a)]

       Prêmio Defesa Civil do Estado de São Paulo, da entidade homônima. Projeto: AirQ De Natal, Klicyelle do Nascimento Araújo [Estudante], Leonardo Soares Pereira Barros [Estudante], Keyvisson Macena Bulhões da Silveira [Estudante] e Moisés Cirilo de Brito Souto [Orientador(a)]


      Atendimento à imprensa: FEBRACE – Gerência de Comunicação Elena Saggio, elena.saggio@lsitec.org.br, 11 98111 4487

      Acadêmica Agência de Comunicação – Assessoria de Imprensa Angela Trabbold - angela@academica.jor.br Telefones: (11) 5549-1863 / 5081-5237 / 99912-8331

  • 08/04/2020
    Projetos de estudantes de Roraima são destaque na FEBRACE 2020
    • Em sua 18ª edição, a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 alunos de escolas do ensino básico de todas as unidades da Federação.

      Dois projetos científicos de Roraima foram premiados na 18ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que aconteceu entre os dias 23 de março e 4 de abril. O anúncio dos prêmios foi feito no último sábado (4/4) por Iberê Thenório e Mariana Fulfaro, do Manual do Mundo. A cerimônia de premiação pode ser conferida pelo canal da FEBRACE no YouTube: https://www.youtube.com/user/FEBRACE.

      Um deles, intitulado “Sukso eco barco”, ganhou o 3º Lugar em Mentalidade Marítima, concedido pelo Centro de Coordenação de Estudos da Marinha em São Paulo. O trabalho foi desenvolvido por Francisco Wilker Sousa Castro Júnior, sob a orientação do professor Manoel Batista Souza Junior. Ambos são da Escola Estadual Professor Antônio Carlos da Silva Natalino, de Boa Vista.

      O outro, intitulado “Precipitação e aporte de nutrientes em sistema agroflorestal manejado na região de savanas amazônicas”, recebeu o “Prêmio Destaque Unidades da Federação – Roraima”, concedido pela FEBRACE. O projeto é de autoria dos estudantes Smaylonvit Varela Araújo, Marcos Fidel Barbosa Cortês e Lyncoln Barbosa Siqueira, sob a orientação dos professores Juliano da Silva Martins de Almeida e Guilherme Henrique Almeida Pereira. Todos são da Escola Agrotécnica da Universidade Federal de Roraina. Promovida anualmente pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) por meio do Laboratório de Sistemas Integráveis, a FEBRACE foi realizada pela primeira vez à distância, pela internet, por causa da pandemia da COVID-19. A mostra deste ano contou com 345 projetos finalistas, desenvolvidos por 761 estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de 295 escolas de todas as unidades da Federação.

      Os projetos foram avaliados em teleconferências fechadas, nas quais os estudantes fizerem apresentações para as bancas de avaliadores. Já aqueles sem acesso à internet tiveram seus trabalhos avaliados pelo material encaminhado anteriormente à FEBRACE, por vídeo, pôster e relatório. No total, foram concedidos 281 prêmios. A FEBRACE é a maior mostra pré-universitária de Ciências e Engenharia do País, com projetos de todas as áreas do conhecimento. Seu objetivo é estimular a cultura científica, a inovação e o empreendedorismo na educação básica e técnica brasileira, despertando novas vocações e induzindo práticas pedagógicas inovadoras nas escolas.

      Veja aqui a lista completa dos premiados: https://febrace.org.br/finalistas-e-premiados/. Mais informações: www.febrace.org.br


      Atendimento à imprensa: FEBRACE – Gerência de Comunicação Elena Saggio, elena.saggio@lsitec.org.br, 11 98111 4487

      Acadêmica Agência de Comunicação – Assessoria de Imprensa Angela Trabbold - angela@academica.jor.br Telefones: (11) 5549-1863 / 5081-5237 / 99912-8331

  • proxima
Informações para a imprensa

Elena Saggio - elena@lsi.usp.br