Votação encerrada às 23:59 do dia 04/04/2020. Confira os 10 projetos mais votados.
Votação popular

BIO113 - Avaliação de Extratos Vegetais no Controle de Mosquitos Hematófagos

Sub-categoria: Ecologia

Votação encerrada às 23h59 do dia 4/4/2020.
Confira os 10 projetos mais votados!.

Autoria: Thomas Freire Bezerra Araújo, Ana Renata Lustosa Bezerra Moraes, Maria Eduarda Benício Ferreira de Menezes

Orientação: UANNE FREIRE BEZERRA, Mércia Cristina Duarte Santos Carvalho

Instituição: EREM Aura Sampaio Parente Muniz

Resumo

(Ver pôster)

Diante das dificuldades encontradas no combate aos mosquitos com os inseticidas químicos, em função da resistência, busca-se por substitutos com alternativas mais seguras para o ambiente. Entre os vários produtos derivados de vegetais testados quanto a atividade inseticida, o LCC - líquido da castanha de caju (Anacardium occidentale), por possuir substâncias ativas biocidas, apresentou-se, em estudo anterior, com potencial efeito larvicida e ovicida frente aos mosquitos hematófagos, podendo ter sua potencialidade ampliada quando associado a outros compostos biologicamente ativos. O trabalho tem como objetivo produzir um composto de L.C.C. associado a outros produtos vegetais, avaliando sua eficácia larvicida, ovicida e efeito atrativo ou repulsivo sobre as fêmeas de mosquitos em ovitrampas, além de avaliar sua eficiência em campo e seu impacto em organismos de diferentes níveis tróficos do ambiente. Os extratos de L.C.C .foram associados a extratos dos vegetais: batata, camomila, feijão, beterraba, alho, capim-santo, erva-cidreira, hortelã, mastruz e limão. Os produtos elaborados foram testados em laboratório quanto a atividade larvicida observando o percentual de mortalidade das larvas e verificando a taxa de eclosão dos ovos para a avaliação do efeito ovicida. Posteriormente utilizados em ovitrampas para avaliação do comportamento de oviposição das fêmeas em relação ao efeito atrativo ou repulsivo em campo. O teste do impacto do produto no ambiente consistiu em avaliar seu efeito alelopático, a sua aplicação no solo e em ambiente artificial de água doce. Constatou-se que, frente aos mosquitos testados, o extrato do L.C.C. teve sua eficácia potencializada quando associado a alguns vegetais como o mastruz, capim-santo, erva-cidreira, hortelã e limão, já o efeito repulsivo ficou mais evidente quando associado ao alho. Em campo, a aceitação sociocultural foi bem avaliada assim como acessibilidade pela população testada.

Palavras-chave: Larvicida , Ovitrampa, Cadeia alimentar